Atualidades de 2020 – Morte do general Qassem Soleimani

Atualidades de 2020 – Morte do general Qassem Soleimani

O ataque dos Estados Unidos que resultou na morte do General Iraniano no dia 02 de janeiro, levantou reações no mundo todo, alguns chegaram a especular até uma Terceira Guerra Mundial. Não sabemos ainda o que esperar, mas a morte de Soleimani com certeza desequilibrou a geopolítica no Oriente Médio. Leia o nosso resumo sobre o aconteceu e não deixe de continuar pesquisando o assunto!

Quem era?

Apontado como um dos homens mais poderosos do Irã, o Major-general liderava a unidade especial da Guarda Revolucionária desde 1998.

A Guarda Revolucionária Iraniana é uma organização criada após a Revolução Islâmica de 1979. É uma espécie de exército paralelo que responde somente ao aiatolá.

– Muito próximo do aiatolá, Ali Khamenei (líder supremo do Irã), comandava a política externa do Irã.

– Reforçou o apoio ao Hezbollah no Líbano.

– Organizou a ofensiva do governo de Bashar al-Assad contra grupos rebeldes na Síria.

– Armou milicianos xiitas que lutavam ao lado das tropas de Assad.

– Apoiou grupo xiita que ajudou a combater o Estado Islâmico.

Contexto

– Desde outubro de 2019, militares e diplomatas americanos foram alvo de ataques.

– Milicianos iraquianos invadiram a embaixada americana em Bagdá. O Irã foi acusado de estar por trás da ação.

– A invasão foi uma resposta a um ataque americano na fronteira com a Síria que matou combatentes do Iraque.

O que aconteceu?

O veículo de Soleimani foi atingido por dois mísseis, enquanto saía do aeroporto.

Morreram também no ataque Abu Mahdi al-Muhandis, chefe de milícias do Iraque que eram apoiadas pelo Irã, e Mohammed Ridha Jabri, porta-voz das Forças Populares de Mobilização.

Reações

Mohsen Rezaei, ex-comandante da Guarda Revolucionária, afirmou que o Irã vai se “vingar vigorosamente dos EUA.”

“O martírio é a recompensa por seu trabalho incansável durante todos esses anos (…) se Deus quiser, seu trabalho e seu caminho não irão parar por aí, e uma vingança implacável aguarda os criminosos que encheram suas mãos com seu sangue e o de outros mártires”, disse o aiatolá Khamenei.

Veja outros textos de atualidades em:

Chuvas em BH

Incêndio na Austrália