50 anos do Queen

50 anos do Queen

Formada pelos amigos de escola Brian, Roger Meddows Taylor e Freddie Mercury e, pelo baixista profissional que encontraram posteriormente, John Deacon, o Queen foi uma das maiores bandas do rock internacional.

A banda foi criada em 1970 e esse ano comemora 50 anos de formação com o nome de Smile, logo após a entrada de Freddie no grupo a banda mudou o nome para Queen, e depois de experimentar uma série de baixistas, a formação definitivamente acabou se completando com John Deacon.

Depois de uma maratona de ensaios e pequenos shows, eles conseguiram gravar seu primeiro álbum no ano de 1973 pela EMI. Como o álbum não obteve o espaço esperado, eles fizeram apenas uma turnê abrindo shows para a banda “Mott The Hoople”.

As excentricidades da banda e de Mercury começaram a chamar a atenção do público, já em 1974 a banda lançava o álbum QUEEN II, ficando em quinto lugar entre os discos mais vendidos da Inglaterra. Com o reconhecimento merecido, a banda realizou sua primeira turnê como atração principal.

Em novembro do mesmo ano, eles gravaram “Sheer Attack” que consagrou o Queen como um grande sucesso mundial. Muito além das expectativas da banda e da própria gravadora, eles tiveram que estender a turnê, chegando a se apresentar em lugares diferentes na mesma noite.

A consolidação da banda veio com o lançamento de Night At The Opera, lançado no ano de 1975. Com a fusão de vocais perfeitos alinhados e instrumental bem trabalhado, unindo o rock e a música clássica o Queen se colocou realmente no topo. Músicas como “Bohemian Rhapsody” e “Love of my life” encantaram fãs de todos os cantos do planeta.

No ano de 1982, Hot space possuía a faixa Under Pressure, com a participação especial de David Bowie, esse definitivamente foi um álbum que acabou liderando todas as paradas do mundo, colocando naquela época a banda Queen simplesmente dentro da categoria de fenômeno musical pelo fato de ter vendido mais de cerca de um milhão de cópias de oito de seus dez discos lançados.

Sem dúvida, a apresentação do Queen no show beneficente Live Aid em Wembley, em Londres, em 1985, foi a mais famosa da história da banda. Foi realizado em 13 de julho de 1985, com renda destinada a povos que passavam fome na África. 72.000 mil pessoas foram no estádio para as apresentações de músicos famosos.

No mesmo ano, a banda se apresentou 2 dias durante o Rock in Rio, é lembrado até hoje como o melhor show do festival. O primeiro dia estabeleceu um recorde de público (que até hoje não foi batido), um impressionante número de 300 mil pessoas. A setlist incluiu os maiores sucessos, como: Love of my Life, We Will Rock You, We Are the Champions, I Want to Break Free e Bohemian Rhapsody

Infelizmente, em 1991, já não era mais possível esconder o estado de saúde precário e irreversível do cantor Freddie, que acabou vindo a falecer no dia 24 de novembro deste ano, e por coincidência do acaso na véspera de sua morte Freddie acabou declarando o seguinte: “Seguindo as especulações da imprensa, quero afirmar que sou soro positivo, portanto tenho AIDS. Achei correto manter isso em segredo, para manter minha posição e a do meu grupo. Espero contar com a colaboração de todos, e que, meus médicos lutem contra essa terrível doença”.

Um luto e uma comoção geral aconteceram por conta do falecimento tão precoce de um dos ídolos mais talentosos quase pode existir. Freddie Mercury foi um dos primeiros astros do alto escalão a morrer por causa dessa doença, e sua história e a história da Aids estão, de certa forma, inextricavelmente ligadas.

Nos seus últimos gestos e pedidos antes de sua morte Freddie solicitou para que fosse lançado um single com Bohemian Rhapsody e These Are the Days of Our Lives, e que os lucros fossem absolutamente todos revertidos e destinados para as entidades de combate à AIDS.

Foi lançado Made in Heaven, em 1995, com as músicas inéditas da banda Queen, sendo que nas faixas havia somente as partes do vocal e do piano criadas por Freddie. Dois anos depois lançaram e gravaram uma música inédita chamada No one But You escrita pelos membros remanescentes em homenagem a Freddie.

Vocalistas da banda após a morte de Mercury
2007 – Paul Rodgers
2012 – Adam Lambert

Fontes

https://www.queennet.com.br/queen/historia/
https://www.webartigos.com/artigos/a-historia-da-banda-queen/56708
https://www.bbc.com/portuguese/geral-46233147
https://elcosturas.com.br/a-historia-do-queen-de-freddie-mercury/
https://rollingstone.uol.com.br/noticia/por-que-familia-de-freddie-mercury-nao-foi-ao-show-do-queen-no-live-aid/
https://aventurasnahistoria.uol.com.br/noticias/reportagem/historia-queen-a-inesquecivel-passagem-da-banda-pelo-rock-rio-em-1985.phtml